12 março 2012

Do escândalo

Não gosto de confusões. Não sou muito disso, sou mais de tentar resolver as coisas pacificamente. Mas às vezes as pessoas não imaginam a força e coragem que têm em situações que as apanham desprevenidas. Aqui há um tempo aconteceram coisas. Então, numa altura de desespero/surpresa/irritação, dei um escândalo em público. Eu... que não faço mal a uma mosca! Eu própria fiquei surpreendida comigo mesma. Como disse, às vezes nem nós temos noção do nosso potencial. Acho que posso dizer que até fiquei orgulhosa de mim (esquecendo a vergonha pública de ter armado peixeirada...). Mas também ninguém me conhecia e coisas destas provavelmente acontecem todos os dias, por isso que se lixe, no dia seguinte já ninguém se lembrava do que se passou certamente. Soube-me bem. And that serves them right!

4 comentários:

Anónimo disse...

Outra vez isso de nao fazer mal a uma mosca? O que é preciso é nao fazer mal às pessoas.

VdeAlmeida disse...

Por vezes não dá para nos contermos. Mas eu tenho um auto controle muito grande. Se calhar é uma das minhas poucas virtudes...

Peixe Azul disse...

Como te entendo, Maat... :)

Gostos não se discutem disse...

Eu também não gosto de escandaleira. Mas se tiver de descer do chienelo lá tem de ser, que tenho alguma dificuldade em engolir sapos e outros batráquios.

utilizadores online