07 março 2012

Da (super) importância

Não gosto daquelas pessoas que escrevem mails (normalmente é nos mails que esta situação acontece) e que põem negritos, itálicos, sublinhados... Olho para esses mails e só vejo poluição visual, informação a mais, destaques a mais. Tenho sempre ideia que essas pessoas pensam que estão a mandar mails para atrasados mentais e então têm de sublinhar bem as partes importantes, como se os outros não conseguissem fazer isso por eles próprios. Para eles, todo o mail é importante, uma vez que aquilo tem praticamente todos os estilos de formatação disponíveis, nota-se ali uma amálgama de... bem, de burrice. Penso sempre que quem envia esses mails é assim a atirar para o burro, por não achar que os outros são capazes. Ou então por não conseguirem decidir a parte realmente importante do mail e destacar essa e apenas essa parte, apenas e só com um estilo de formatação (bold, por exemplo, que fica sempre bem). Pronto, pessoas, agora já sabem: não vamos abusar da formatação que isso fica mal, sim?

PS: Aliás, todos os mails realmente importantes que recebi até hoje (Comissão Europeia, por exemplo) não usam estas artimanhas, por isso podem ver como isso é completamente desnecessário.

6 comentários:

Aflito disse...

Maat, não sejas implicativa com as pessoas!!!

Duhh... :|

Maat disse...

Afilto, deixa-me ser assim! *sublinhado* (a porcaria da tag do underlined aqui não funciona)

Mr. Whitenoise disse...

E as cores... as cores é que roçam o limite da imbecilidade.

Peixe Azul disse...

Subscrevo. Odeio que as pessoas me julguem pela sua própria bitola. Principalmente se forem burrinhas.
E esses abusos de formatação são coisa para me fazer levar as mãos aos cabelos. Acho que quem o faz só deve ler aquelas revistinhas da treta cujo texto se resume unicamente aos destaques coloridos, por isso acham que é assim que se faz.

Anónimo disse...

Se a Comissão Europeia não usa é porque está bem.

Rachelet disse...

Isso é de certezinha malta que na escola usava marcadores daqueles que clicavas numa mola para mudar de cor e que tinham umas 10 cores, não sei se estás a ver quais eram.

Percebo perfeitamente o que queres dizer - acho até que deviam instituir uma disciplina nas escolas chamada Higiene da Leitura, para ensinar esta malta quando e como usar as formatações. Eu cá, quando sublinho ou ponho algo a negrito num mail sem que haja necessidade de realçar algo, normalmente, é porque estou a insultar a inteligência da outra pessoa, que está mesmo a pedi-las.

utilizadores online