17 junho 2011

Da ignorância

Não gosto de corrigir as pessoas quando dão erros, porque depois ficam super ofendidas. Não percebo porquê, se estão a aprender para nunca mais na vida fazerem papel de burras, mas não gostam normalmente. Eu prefiro que me corrijam se disser algo errado, para não voltar a cair no mesmo erro, mas não é assim com a maioria das pessoas. Foi uma mania minha que me custou muito a perder e mas agora sempre que ouço alguém dizer as maiores bacoradas do universo, fico no meu lugar, caladinha e deixo-os falar. Não estou para me chatear, se querem fazer papel de burros, façam favor de continuar na ignorância.

4 comentários:

Rafa disse...

Pois, eu estou a ficar como tu. Quando tinha 15 anos, eu era capaz de entrar numa loja se um cartaz contivesse erros ortográficos e ir dizer aos senhores para corrigir. A questão é que todos interpretam este acto como vaidade da nossa parte e chico-esperteza. Recentemente percebi que é melhor estar quietinha no meu canto e apenas corrijo amigos íntimos, que não vão ficar chateados comigo por dá-cá-aquela-palha.

A Flor disse...

A maior parte das pessoas partem do princípio de que se as estamos a corrigir é porque temos a mania que somos muito inteligentes... acabam por fazer figuras tristes e eu já não me interesso...

Peregrina disse...

Eu ainda não consigo... tenho alergia agudíssimo a erros ortográficas.. e não resisto a corrigir :\

Há quem não goste e fique ofendido mas...paciência :p

Isabel disse...

Eu ainda não perdi esse hábito!

utilizadores online