21 junho 2011

Da felicidade

Não gosto de pessoas super felizes e que não se cansam de anunciar a sua felicidade ao mundo. Por favor, já todos sabemos quão felizes vocês são, não é preciso estarem a lembrar-nos isso de 10 em 10 minutos. Aquelas pessoas que fazem questão de nos dizer que fazem coisas super interessantes, que acham que são super bem sucedidas, que estão contentes com o seu emprego, os seus amigos, a sua família, que são bonitas e sexy e inteligentes e tudo e tudo. No fundo, vocês não são assim tão felizes, não é? Gostam é de parecer. Porque se fossem, não tinham a necessidade de o anunciar ao mundo tão frequentemente, de tentarem que os outros se sintam inferiores. Vocês querem é que os outros pensem que sim, que a vossa vida é perfeita, e no processo até se convencem a vós próprios. Mas eu não me importo, eu não sou perfeita, não tenho uma vida perfeita, mas não preciso disso para ser feliz.

1 comentário:

Ela disse...

Identifiquei-me logo com o título. Às vezes as pessoas até são felizes e nem fazem de propósito para nos esfregarem na cara, e nós até somos um pouco invejosas...mas ainda assim..enerva-me. Eu sempre disse que há duas coisas que me irritam profundamente: a incompetência e a felicidade extrema...nada a fazer, irrita e pronto.

utilizadores online