18 março 2011

Do secretismo

Não gosto que as pessoas saibam que tenho um blog. Especialmente um blog que fala mal precisamente das pessoas e suas atitudes. Por exemplo, revelar este blog às pessoas com quem trabalho seria uma tragédia. Ou não, eles já devem saber que eu não gosto muito deles. Mas perder o anonimato, neste caso, é perder liberdade de escrita. Ia deixar de poder dizer o que bem me apetece sobre tudo e todos. Aqui há tempos houve um amigo meu que, por uma falha, soube que eu tinha um blog. Entrei em pânico. É óbvio que seria muito difícil ou praticamente impossível para ele descobrir qual era, ele não tinha nenhuma informação sobre o tema do blog, o nome, o meu nick, nada. Mas andou ali uns tempos sempre a perguntar-me qual era, a pressionar para eu dizer. Por isso, prefiro manter-me no anonimato total. E depois vir para aqui descarregar as minhas frustrações sem medo.

5 comentários:

Ana disse...

Fazes tu muito bem. Não digas, a ninguém. Infelizmente, muita gente descobriu o meu e isso limita-me muito.

Suspiro disse...

Tens toda a razão! E faz tudo para o manteres assim... ;) beijocas

Isabel disse...

Eu tinha um blogue que até a minha mãe lia... Medo... Não conseguia escrever nada de jeito (não que agora escreva!). Acabei com aquilo e arranjei outro, onde posso escrever à vontadinha que estou chateada/aborrecida/muito mal com a vida e assim já ninguém me telefona a fazer perguntas.
Esta coisa do anonimato dá muito jeito.

Left disse...

é o que fazes de melhor mesmo...se uma pessoa conhecida nos lê há logo aquela coisa de "hmm, será que deveria escrever isto?..." e assim, ninguém sabendo, não há stress ;)

Pusinko disse...

O meu é lido por um número restrito de amigos, que sabem que eu tenho o blog. Mas nao me preocupo muito com isso.
No entanto, outras pessoas há que me iriram limitar, caso eu soubesse que sabem do Blog. Por isso, prefiro interagir com desconhecidos

MAntém a tua privacidade :)

utilizadores online