14 fevereiro 2012

Da imaginação

Não gosto do Dia de S. Valentim. Quer dizer, não é não gostar, é só meter-me um bocado de nojo tanto coração em todo o lado. Para já, isto foi uma apropriação comercial de uma tradição que não era nossa. Mas tudo é válido para encher os bolsos dos comerciantes de Euros. Depois, assim numa atitude forçada de auto-comiseração, gosto de imaginar-me como o Forever Alone, triste e sozinha para sempre. Não é verdade, mas eu sou assim meia doente e tenho tendência para o drama e para o delírio.

14 comentários:

trollofthenorth disse...

De facto sucks. Pior,pior só o Natal.

Maat disse...

shii, nem fales do Natal. eu sei que já foi quase há dois meses, mas ainda não recuperei. isto das festas é sempre muito penoso para mim. basicamente qualquer tipo de celebração - festas de anos, carnaval, páscoa, festa da terrinha - é sempre uma chatice, para nós, anti-sociais :)

Roque disse...

Eu acho que o Domingo de Páscoa é o pior dia do ano, especialmente porque fecha tudo. É que mesmo que não te queiras lembrar, sais à rua e pimba... levas com a Páscoa pela cara.

Alexandra, a Grande disse...

Humm... Que belo dia! Desde o ter de dar sumiço aos peluches recebidos antes de chegar a casa, para evitar perguntas embaraçosas, ao tentar jantar fora "normalmente" neste dia... até ao homem do café que há bocado me deu um postal Delta que dizia que comigo nunca se aborrecia. Mas que raio???
Eh pá, gosto do conceito deste blog. Eu também sou uma pessoa do contra.

Maat disse...

poça, alexandra, entraste bem no espírito. ia desejar que todos os casais que fossem jantar tivessem uma intoxicação alimentar, mas pronto, uma vez que também vais, eu vou tentar conter-me :)
lembro-me de um ano engraçado, que eu também tentei entrar no espírito, assim mais ao meu estilo, à drama queen. então comprei ao meu ex um coração daqueles anti-stress e quando ia dar-lho rasguei-o a meio e disse 'foi isto que fizeste ao meu coração' e fui embora, assim muito teatral. nada como um bom drama para estragar o dia às outras pessoas :)

Litopedian disse...

Concordo plenamente!*

Anónimo disse...

cá para mim não gostas é de viver!

Catarina disse...

Diz-se "meio doente", a não ser que sejas doente da cintura para cima, por exemplo.

Sofia disse...

És completamente marada da cabeça. Ganha juízo e CRESCE. São uma vergonha estes posts que aqui pões e ainda mais vergonha devias ter na cara de falares mal das pessoas na net. Afinal do que é que tu gostas na vida? Olha "vai-te matar" pah com esta merda de blog.

Anónimo disse...

Então nem te imagino se tivesses uma familia que se junta em todas as festas, no minimo aparecem 15 pessoas e as vezes 2 festas por dia festivo.

Só nos Reis somos pelo menos 30.

Eu também gosto da calmaria mas também me sinto bem com este pessoal, talvez porque fui habituado a isto.

Miguel
Maia

trollofthenorth disse...

Haters will hate. :)
Dei uma com carinho e beijinhos na 2ª. Fiz o jantar e tudo.
Ontem joguei playstation. Passei para nível 30 no Battlefield 3.
Não matei nenhum querubim. Mas queria. Dia consumista de merda.

Alexandra, a Grande disse...

Só agora vi a tua resposta... Ah, ah, ah!

Isabel disse...

Pior, mas muuuuito pior, do que o Dia de S. Valentim, por falar na apropriação comercial de uma tradição que não é nossa, é o Halloween. Dá-me vontade de pontapear as pessoas que aderem a essa coisa. Para andar mascarados, nós temos o Carnaval, e cá vai-se ao cemitério no dia 1 de Novembro, não se nada a brincar às americanices nessa madrugada. ODEIO o Dias das Bruxas (e peluches e outras coisas com coraçõezinhos também).

(Olha, não vinha aqui há tanto tempo e já deu para reparar que também tens aqui dos tais “haters”. Isso só que dizer uma coisa: ‘tas famosa!)
;)

Maat disse...

@Isabel: sim, querida, não tens vindo aqui, tenho sentido a tua falta :)

e sim, tive os meus 15 minutos de fama por causa de um post sobre o Markl, mas agora parece-me que é o regresso à normalidade. normalcy is good!

utilizadores online