14 junho 2011

Da motivação

Não gosto de pessoas pessimistas. Não será bem pessimista o tipo de pessoa que estou a tentar definir. São aquelas pessoas que encontram defeitos em tudo e só gostam criticar e deitar as outras pessoas abaixo. Eu por natureza não sou propriamente optimista, sou ali um meio termo, digamos. E não gosto que venham outras pessoas deitar-me abaixo. Porque para deitar abaixo há muita gente que o faz, é preciso é que nos animem e nos dêem força. Não é bom estar sempre a ouvir que não vamos conseguir, que não somos capazes, que não fazemos as coisas bem, que não vai correr bem. Isso todos nós pensamos num qualquer momento, não é? Precisamos é que nos digam que vai correr tudo bem, que vamos conseguir, ainda que não acreditem, mas se disserem com convicção pode ser que no fundo nós até acreditemos. Estou farta que me puxem para baixo, porque por muita força que eu tenha para me tentar manter em pé, eventualmente vou acabar por ceder e cair...

4 comentários:

aqui mesmo disse...

Mas a vezes, dizer que vai tudo correr bem quando na realidade sabemos que não vai também não é muito correcto. O optimismo tem de ter uma pontinha de possibilidade onde se sustentar, não basta dizer que vai correr tudo bem.

aloe vera disse...

o que acho é que, quer encontremos pessoas negativas ou positivas no nosso caminho, devemos sempre tentar encontrar a motivação dentro de nós. as opiniões alheias atrapalham... podem retirar-nos a confiança que temos em nós próprios, que por vezes já não é muita, mas também podem levar-nos a acreditar em possibilidades inexistentes.
existem essas pessoas que falas, que só vêem os aspectos maus ou que podem eventualmente correr mal, mas também existe uma outra classe de pessoas, igualmente perigosa, que é aquela que te leva sempre ao colo e te diz que vai correr tudo bem só para te ver com melhor cara ou para mudar de assunto. nenhuma destas espécies de gente faz estas coisas por mal, aliás a intenção em ambos os casos costuma ser a melhor (prevenir/animar), mas o facto é que ambas podem ser prejudiciais consoante a importância que lhes dá quem ouve.
cada um sabe de si e, nestes casos, uma pessoa segura de si, que se conhece a si própria, geralmente tem uma boa ideia de quais são as suas capacidades.

Ana disse...

É por essas e por outras que eu nunca peço a opinião de ninguém, seja em relação ao que for que eu tenha de fazer. Nunca. Até porque não me serviria de nada, já que acabo sempre por fazer aquilo que quero fazer. Eu própria me motivo a mim mesma. E sim, eu sou uma optimista do catano. Até prova em contrário, acho sempre que vou conseguir as coisas a que me proponho.

Anónimo disse...

Miúda, mas então o que és tu? "São aquelas pessoas que encontram defeitos em tudo e só gostam criticar e deitar as outras pessoas abaixo" - Palavras tuas, e é exactamente como és. Começa a repensar a tua vida e as tuas atitudes, pois vais acabar sozinha.

utilizadores online